Estratégia de Montevidéu para a Implementação da Agenda Regional de Gênero no Ãmbito do Desenvolvimento Sustentável até 2030

2017 | Ejes de desigualdad: Publicación recomendada

ECLAC

A Estratégia de Montevidéu para a Implementação da Agenda Regional de Gênero no âmbito do Desenvolvimento Sustentável até 2030 foi aprovada pelos Estados membros da CEPAL na XIII Conferência Regional sobre a Mulher da América Latina e do Caribe. A Estratégia de Montevidéu tem por objetivo guiar a implementação da Agenda Regional de Gênero e assegurar que seja empregada como roteiro para concretizar a Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável no âmbito regional sob a perspectiva da igualdade de gênero, autonomia e direitos humanos das mulheres. Na região foram identificados quatro nós estruturais que é preciso enfrentar: a desigualdade socioeconômica e a pobreza; os padrões culturais patriarcais, discriminatórios e violentos e a cultura do privilégio; a divisão sexual do trabalho e a injusta organização social do cuidado; a concentração do poder e as relações de hierarquia no âmbito público. Para superar esses nós, foram estabelecidas 74 medidas em dez eixos de implementação: 1. Quadro normativo; 2. Quadro institucional; 3. Participação; 4. Construção e fortalecimento de capacidades; 5. Financiamento; 6. Comunicação; 7. Tecnologia; 8. Cooperação; 9. Sistemas de informação; 10. Monitoramento, avaliação e prestação de contas.

Cita sugerida

CEPAL (Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe) (2017), Estratégia de Montevidéu para a Implementação da Agenda Regional de Gênero no Ãmbito do Desenvolvimento Sustentável até 2030 (LC/CRM.13/5), Santiago de Chile. Disponible [en línea] https://repositorio.cepal.org/handle/11362/41107

Información Adicional

Ejes de desigualdad: Género

Temas: Autonomía de las mujeres, Agenda 2030, Economía del cuidado, Igualdad, Mujeres, Desarrollo sostenible, Derechos sexuales y reproductivos, Programas sociales de emergencia

Editor: CEPAL